Home, Asia, Europe, North America, Latin America and Caribbean, Oceania, Notícias, Mapa do site



PT
Início / Secretariado Trans / Brazil / Articles / Brasil se mobiliza pela visibilidade positiva das travestis: 29 de Janeiro – Dia da Visibilidade das Travestis
lendo mapa..

Contribuidores

ILGA Stephen Barris, ILGA

Facebook

Brasil se mobiliza pela visibilidade positiva das travestis: 29 de Janeiro – Dia da Visibilidade das Travestis

in BRAZIL, 03/02/2011

41 ações não governamentais e governamentais articuladas em 22 estados. Foi em 29 de janeiro de 2004 que travestis brasileiras entraram em grupo pela primeira vez no Congresso Nacional em Brasília para lançar a campanha “Travesti e Respeito”, do Departamento DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Foi a primeira campanha nacional idealizada e pensada pelas próprias travestis para promoção do respeito e da cidadania.

Segundo a Vice-Presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Keila Simpson, “desde então tem se comemorado pelo Brasil afora esse dia como o Dia Nacional da Visibilidade Trans, onde ativistas travestis, transexuais, gays, lésbicas e parceiros em geral comemoram fazendo ações de visibilidade positiva dessa população.”

As atividades deste ano são as mais diversas possíveis, desde a divulgação da campanha “Olhe, olhe de novo e veja além do preconceito. Sou travesti tenho direito de ser quem em sou”, do Departamento Nacional de DST/Aids e Hepatites Virais, seminários, pit stops, encontros, manifestos, etc. Na sexta-feira (28/01) em São Paulo (capital), o Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e a Secretaria Municipal de Saúde promoverão uma solenidade alusiva ao “Dia de Visibilidade das Travestis” às 19h30, na Casa das Rosas, Avenida Paulista, nº 37. (Lista das atividades informadas até 27/01 segue abaixo. Acréscimos e correções serão bem-vindos pelo e-mail bionakaren@hotmail.com).

A parceria com o Ministério da Saúde e outros órgãos governamentais federais, estaduais e municipais se dá pelo reconhecimento da vulnerabilidade da população de travestis e transexuais, em especial à violência e às doenças sexualmente transmissíveis. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia, entre 1980-2011 foram assassinadas 962 travestis e transexuais no Brasil, uma média de um homicídio a cada 10 dias. Carla Amaral: Diretora-Presidente do Transgrupo Marcela Prado, Associação de Travestis e Transexuais, de Curitiba, afirma: "a vulnerabilidade das travestis e transexuais infelizmente é algo que em todos os estados e cidades é um fato do cotidiano. A violência que sofremos é algo que precisa ser notado não somente por nós e sim por todos. Também precisam ser tomadas providências de forma igualitária sem distinção. Travestis e transexuais não devem ser sinônimo de violência, assassinatos e marginalidade."

Karen de Oliveira, Diretora Suplente da ABGLT para a Região Norte, complementa: “a importância deste dia é valiosa, pois é mais uma barreira que derrubamos, e mostramos que existimos além das ruas e dos becos. Mostramos que somos pessoas com responsabilidade e direitos, temos família e uma vida social, mesmo que excluídas.”

Para Fernanda Benvenutty, Conselheira Fiscal da ABGLT, a exclusão pode ser diminuída através de políticas públicas afirmativas. “É fundamental a implementação de políticas de oportunidades de trabalho para travestis e transexuais. Precisamos urgente tirar o Projeto Astral TOP do papel. O Ministério do Trabalho terá um papel muito importante nesta parceria,” afirma.

Rafaelly Wiest: Suplente da Diretoria Executiva da ABGLT, exemplifica o significado da exclusão social para travestis e transexuais: “nós vivemos cotidianamente na extrema vulnerabilidade, nos é negado acesso à educação, segurança, saúde etc... Somos de fato cidadãs(ãos) brasileiras(os,) porém nossos direitos são diariamente negados. Temos que promover estratégias para o enfrentamento da morte e da violência física e social. Ainda acredito que um dia teremos um país para tod@as sem transfobia.”

Outra reivindicação é que todos os municípios e estados reconheçam o nome social de travestis e transexuais nas escolas. Desde 2008 uma campanha de sensibilização nacional vem sendo realizada em parceria entre a Articulação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), a ABGLT e outras organizações junto às Secretarias Estaduais de Educação, visando à criação de portarias ou outras medidas para adoção do nome social de travestis e transexuais. 16 estados já aprovaram medidas neste sentido, com o objetivo de promover a inclusão de travestis e transexuais no ambiente escolar. Tathiane Araújo, Secretária de Direitos Humanos da ABGLT, esclarece: “através de pesquisa realizada pela ASTRA-Sergipe por meio do projeto Transpondo Barreiras nos anos de 2009 e 2010, identificamos que mais de 87% das travestis e transexuais acessadas pelo projeto se afastaram da escola ou não procuraram o serviço de saúde pelo constrangimento de ser chamada pelo seu nome de registro. Acho que esta é a atual bandeira de luta do movimento de travestis e transexuais que precisam deste reconhecimento, pois é constrangedor viver sendo tratada por um nome que não reflete sua identidade de gênero. As legislações estaduais e municipais junto alguns decretos já concretizam uma grande conquista.”

Segundo Toni Reis, presidente da ABGLT, “no dia 29 de janeiro temos alguns avanços para comemorar, mas ainda há muito o que fazer.” Afirmou ainda que “é fundamental diminuir a vulnerabilidade institucional, social e individual para que as travestis não sejam vítimas do HIV/aids, de assassinatos e de exclusão. O importante é o respeito à identidade de gênero de cada pessoa. É fundamental o acesso a educação, trabalho, justiça, segurança para todos e todas.”

“Vamos conclamar a todos que respeitem as travestis não só no dia 29 de janeiro, mas em todos os dias do ano”, acrescenta Keila Simpson.

Utilidade - Disque 100

O Governo Federal por meio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República lançou em dezembro de 2010 o Disque Direitos Humanos – módulo LGBT. O serviço é gratuito, funciona 24 horas e pode ser acessado ligando para o número 100. “Disque 100”.


Informações Adicionais

Keila Simpson: Vice-Presidente Trans da ABGLT. Tel. 71 9165 8865. atrasba@yahoo.com.br

Tathiane Araújo: Secretária de Direitos Humanos da ABGLT. Tel. 79 9132 1023. astraglbt@gmail.com


Karen de Oliveira: Diretora Suplente da ABGLT para a Região Norte. Tel. 69 9237 3629. bionakaren@hotmail.com


Rafaelly Wiest: Suplente da Diretoria Executiva da ABGLT. Tel. 41 9651 4204. rafaellywiest@yahoo.com.br

Fernanda Benvenutty: Conselheira Fiscal da ABGLT. Tel. 83 8873 6796. fernanda13222@yahoo.com.br

Carla Amaral: Diretora Presidente do Transgrupo Marcela Prado, Associação de Travestis e Transexuais, Curitiba-PR. Tel. 41 9638 1057. carla_amaral2005@yahoo.com.br

Toni Reis: Presidente da ABGLT. Tel. 41 9602 8906 / 61 8181 2186. presidencia@abglt.org.br

Carlos Magno, Secretário de Comunicação da ABGLT. Tel. 31 8817 1170. karlmagno@gmail.com


Ações que serão realizadas no dia da Visibilidade das travestis - 29 de Janeiro de 2011, por estado
(Informações gentilmente sistematizadas por Karen de Oliveira)


ALAGOAS:
01

Cidade: Maceió
Instituição: Pró-Vida
Coordenação de Travestis e Transexuais
Parceria: METAMORFOSE LGBT / GGAL / Centro de Jovens de Maceió
Apoio: Coordenação Municipal de DST/AIDS de Maceió
Coordenação Estadual de DST/AIDS de Alagoas
Ações: Lançamento da Campanha Nacional (Olhe, olhe de novo e veja alem do preconceito) com apresentação cultural, e discussão sobre a Portaria do Uso do Nome Social de Travestis e Transexuais em Salas de Aula e homenagem a Coordenadora Estadual de DST/AIDS em Alagoas a Sra. Fátima Rodrigues Data: 28 de Janeiro de 2011H
Hora: 9h00min
Local: Auditório Da Superintendência de Direitos Humanos de Alagoas
BAHIA:
02

Cidade: Bahia- Salvador
Instituição: O Grupo Gay da Bahia, a Associação de Travestis e Transexuais de Salvador (ATRAS), Grupo Quimbanda Dudu e Centro Baiano Anti-Aids.
Ações: comunicam que no dia 28/1, realizarão manifestação em celebração do Dia Nacional de Visibilidade de Travestis e Transexuais.
Local: Praça da Sé, ao lado da fonte luminosa, 6ª feira, 28-1, às 15hs. Com cartazes, faixas e distribuição de folhetos, vamos convocar a população a manifestar mais respeito para as TRANS e cobrar dos poderes público maior atenção a este segmento, tornando obrigatório em todos os estabelecimentos públicos e privados o respeito ao nome social das Trans, a investigação rigorosa dos crimes letais contra travestis e instituição de políticas públicas destinadas a assistência de saúde e profissionalização deste grupo. Nesta oportunidade ocorrerá coletiva para a imprensa. Convidamos a todas as ONGS, militantes LGBT e aliados de Salvador e Bahia a se unirem a esta manifestação. Estamos enviando à Presidência da Câmara dos Vereadores e Assembléia Legislativa da Bahia moção para ser lida e registrada nos anais.
03
Cidade:Itaibuna-Bahia
Instituição: Grupo Humanus de Itabuna e Sul da Bahia.
TARDE DE CINEMA
Ações:No dia 29/01/2011, Dia da Visibilidade de Travestis e Transexuais, o Grupo Humanus, irá exibi apartir das 14:00,os seguintes filmes:

-BOMBADEIRAS - O UNIVESO DO SILICONE CLANDESTINO.

-MEU AMIGO CLAUDIA, A VIDA DE CLAUDIA WONDER.

-TRANSAMERICA – A CIRURGIA DE REDESIGNAÇÃO DO SEXO.

-AMANDA E MONIK – SER TRAVESTI NO NORDESTE BRASILEIRO.


Local: RUA RUFFO GALVÃO 19, SEGUNDO ANDAR, SALA 207 – CENTRO - ITABUNA/BAHIA..
Roda de Conversa:Após as exibições haverá um bate papo com as pessoas presentes, para a desconstrução e construção de uma nova visão política e social das pessoas transexuais.
04
Programação:
ATO DIA NACIONAL DE VISIBILIDADE DAS TRAVESTIS
Segurança é um direito de todos, inclusive delas.
Dia 28 de janeiro
Local: SEGUP –
Rua Arciprestes Manoel Teodoro nº 305, Batista Campos
Horário de concentração: 08h30
Início do ATO: 09h
Término: 12h
Dia 30 de janeiro
Local: Praça da República – Anfiteatro
Horário de concentração: 08h30
Início do ATO: 09h
Término: 14h
Agradecemos o apoio e a ajuda de todos.
Instituto :ELOS
CEARÁ:
05

Cidade:Fortaleza-Ceara
Ações:Em anexo, a programação que a Prefeitura de Fortaleza, através da Coordenadoria de Diversidade Sexual, realizará e apoiará com atividades alusivas ao 29 de Janeiro que em Fortaleza está instituído no calendário municipal, através da Lei Municipal Nº 9.572/2009, como Dia Municipal da Visibilidade de Travestis e Transexuais.
Apoio: Coordenadoria de Diversidade Sexual
Secretaria de Direitos Humanos
Prefeitura Municipal de Fortaleza

Coordenadoria de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual
Secretaria de Direitos Humanos-SDH
Tel.: (85) 3452-2349 / 3452-2345
Por uma Fortaleza Bela, sem machismo, racismo e HOMOFOBIA
DISTRITO FEDERAL:
06

Cidade: Brasília-DF
Instituição: Grupo Elos LGBT-DF & ANAV-Trans www.eloslgbt.org.br | www.anavtrans.blogspot.com
3º Seminário da Visibilidade de Travestis e Transexuais
do Distrito Federal e Entorno
"Vida, Direitos, Respeito"
Data: 28/01/2011
Hora: 19h
Local: Auditório da CUT-DF

07
Ações: 29 de janeiro ás 10 horas da manhã devido á discriminação sofrida no big box da 402 norte combate a discriminação

Cidade Brasília

Estado Distrito Federal

Assunto do contato Dia 29 de janeiro ás 10 horas da manhã devido á discriminação sofrida no big Box da 402 norte combate a discriminação

Mensagem Combate a discriminação pela homofobia e Transfobia na empresa do Big Box pela orientação sexual, por ser transexual fui demitida pela orientação tel:0XX06192425268, neste sábado na frente do big Box da 402 norte Marisa Fernandes, conta com a sua presença


ESPÍRITO SANTO:
O8

Ato público de repúdio denominado “ Travestis: Pelo Direito de Existir! Cidadania Já!”
Data : Sexta – feira, dia 28 de janeiro de 2011,
Horário: concentração as 13:30h
Local: Em frente a Secretaria Estadual de Segurança Pública do ES
E em seguida, reunião com o Secretário Henrique Geaquinto Herkenhoff, onde será entregue o dossiê que denúncia o atendimento no DPJ de vitória e o relatório com os casos registrados de violência contra lgbt nas 03 primeiras semanas de 2011.
 

GOIÁS :
09

Instituição: Aliança de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais do Estado de Goiás (ALGBT-GO)
Ação: 1ª. Pesquisa Sociocultural e Educativa com Travestis em Goiás 2011
Locais: Goiânia, Anápolis, Rio Verde, Jataí, Catalão, Aparecida de Goiânia, Trindade, dentre outras cidades polo-regionais do Estado onde existem organizações afiliadas à ALGBT-GO.
Objetivo da Ação: A pesquisa utiliza uma metodologia especificamente focada em ouvir as travestis e transexuais que vivem em Goiás, tanto na capital quanto nas maiores cidades do interior do Estado de Goiás. A pesquisa vai servir para que a ALGBT-GO tenha condições reais e substanciais de propor ao Governo Estadual e prefeitos goianos, sugestões e até mesmo cobranças de aplicação urgente de políticas públicas que propiciem melhoras consideráveis na qualidade de vida das travestis e transexuais do Estado de Goiás, ajudando a ALGBT-GO a compor a mais fiel e real Identidade Trans no Estado.


Bel. Terry Marcos Dourado
Presidente da ACDHRio
Secretário de Comunicação da Aliança LGBT do Estado de Goiás (ALGBT-GO)
Coordenador da ArtGay no Estado de Goiás (interior)
Membro
==
10
Instituição: Associação por Cidadania e Direitos Humanos LGBT de Rio Verde/GO e Região (ACDHRio)
Ação: 1º Seminário sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero do Sudoeste Goiano – Construindo e Reafirmando a “Identidade Trans”
Local: Câmara Municipal de Jataí/GO
Horário: 13h00 às 19h30
Data: 19 de fevereiro de 2011
Área de Abrangência: Rio Verde e Jataí/GO e outros 25 municípios do Sudoeste Goiano.
Objetivo da Ação: Melhorar o nível de conscientização social sobre a necessidade de compreender a dinâmica da Diversidade e suas variantes, também esclarecer a sociedade sobre as diferenças entre “Orientação Sexual” e “Identidade de Gênero” e como estas especificidades da Diversidade Sexual são necessárias na sociedade moderna. Esclarecer a sociedade no intuito de combater a homolesbotransfobia e reduzir os assassinatos contra pessoas LGBT motivados pela ignorância social e o fundamentalismo religioso.
Produção/Organização: Terry Marcos Dourado, presidente da ACDHRio (Rio Verde/GO)


Bel. Terry Marcos Dourado
Presidente da ACDHRio
Secretário de Comunicação da Aliança LGBT do Estado de Goiás (ALGBT-GO)
Coordenador da ArtGay no Estado de Goiás (interior)
Membro do Idaho-Brasil
Fone: (64) 9997 3415 (VIVO)
 

MARANHÃO:
11

Cidade: São Luis/MA e metropolitana.
Realização: Grupo Solidário Lilás
Responsável: Babalu Rosa
Parceria; Grupo Lema.
Apoio: Secretarias de Estado – Mulher e Diretos Humanos
Atividade 1: Será concedidas varias entrevistas para TV e jornais de âmbito estaduais nos dias 27 e 28/09/2011.
Atividade 2: Dia 28/01 das 14:00 no auditório da Secretaria Estadual de Diretos Humanos e Cidadania - SEDIHC na Av. Getúlio Vargas, nº 2.158, Monte Castelo, São Luís, MA.
- Lançamento do material áudio visual da campanha “Olhe, Olhe novamente e veja além do preconceito”.
-Apresentação da agenda de políticas publicas construída para Travestis e Transexuais do estado.
-Roda de dialogo em direitos humanos.
Atividade 3: Corpo-corpo com as profissionais do sexo (Travestis e Transexuais) de “pistão” com distribuição de lanche, preservativo / gel, informações e ações preventivas.
OBS: Outras cidades devem ter atividades ( a confirmar)
Finalidade: dar visibilidade ao segmento de Travestis e Transexuais. E dar ciências de seus direitos
12
DIA NACIONAL DA VISIBILIDADE DE TRAVESTIS E TRANSEXUAIS – Maranhão - 2011
TEMA: Sou Travesti e tenho Direito de ser quem eu sou
Data: 28 de janeiro de 2001 – sexta-feira – 14h00 as 17h00
PROGRAMAÇÃO
14h00 – Mesa de Honra
Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania – Luiza Oliveira
Secretaria da Mulher – Catarina Bacelar
Secretaria de Educação – Olga Simão
Coordenação Estadual DST/Aids – Osvaldina Mota
Coordenação Municipal DST/Aids – Gabriela Veiga
Conselho Estadual de Direitos Humanos – Douglas
Movimento Trans do Estado do Maranhão - Babalu Rosa
Fórum de Ong LGBT do Estado do Maranhão – Herberth Nonato
15h20 – Mesa de Dialogo
Tema: Agenda Estadual para Travestis e Transexuais
Expositora: Dra. Catarina Bacelar
Secretária de Estado da Mulher
Tema: Nome Social
Expositor: Dr. Rafael Maranhão – OAB/MA
Mediadora: Babalú Rosa
15h50 – Debate
17h00 – Encerramento


MATO GROSSO:
13

Cidade: Dourados= MS
Ações: realizar uma blitz na praça central e uma confraternização no dia 28 de janeiro no centro de referencia em direitos humanos aqui do nosso município de dourados com exibição de um filme que retrata sobre o uso indevido do silicone das travestis e transexuais no nosso estado e no Brasil que ainda as meninas se ariscam a fazer a aplicação do silicone industrial
Claudia Assumpção
Presidente da AGLTD
coordenadora
CRDH
 

MATO GROSSO DO SUL:
14

Cidade: MATO GROSSO DO SUL:
Apoio: SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E ASSISTÊNCIA SOCIAL
CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS DE PREVENÇÃO E COMBATE À HOMOFOBIA
Ações: TRANSCIDADANIA Em comemoração ao Dia Nacional das Travestis e Transexuais realizaremos no dia 29 de janeiro das 13h às 18h o Transcidadania. Estaremos oferecendo serviços de documentação básica (RG, CPF e Carteira de Trabalho) e orientação jurídica aos LGBT, feita por Defensores Públicos.
Data: 29/01/2011.
Horário: 13h às 18h.
Local: Casa de Assistência Social e da Cidadania.
Rua: Marechal Rondon,713 – Centro.
Realização: CENTHO/SETAS ; Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul – ATMS; Comitê Estadual de Subregistro.
Informações: (67) 3324 0763 (Leonardo ou Tete
 

MINAS GERAIS:
15

Cidade: Belo Horizonte
Instituição: Núcleo de Direitos Humanos LGBT/UFMG, junto a Anyky do CELLOS/TRANS
Ações: Aproveitando estagio aqui na UFMG, vamos: levar para as áreas visitadas de campo a importância da data da visibilidade TRANS na região da Pampulha, Pedro II, AV: Afonso Pena e Santo Dumont no Centro de BH onde as trans profissionais do sexo trabalham.
Onde estaremos montando um blog das trans BH e vamos fazer um ciclo de debate com Anyky do CELLOS e Grupo Solidariedade/MG.
Att,
Liliane Anderson
16
SOLIDARIEDADE CONTRA O PRECONCEITO!
Cidade: Contagem - MG
Instituição: MOOCAH
29 de Janeiro - Dia Nacional da Visibilidade Travesti e Transexual
A data foi escolhida porque nesse dia, em 2004, o Departamento de DST e AIDS do Ministério da Saúde lançou a campanha Travesti e Respeito, com o objetivo de sensibilizar educadores e profissionais de saúde e motivar travestis e transexuais para sua própria cidadania e autoestima. Desde então, algumas cidades brasileiras programam atividades para comemorar a ocasião.
AÇOES:Para Celebrar o Dia Nacional da Visibilidade Travesti e Transexual, o Movimento Organizado de Combate á Homofobia (MOOCAH), realizará um ato público na Praça do Iria Diniz no dia 29 de Janeiro das 09:00 as 19:00 horas com intuito de mostrar para cidade que Contagem tem travestis e transexuais e que são necessárias inclusão e ampliação dos Direitos destes para que exerçam com dignidade sua cidadania.
AÇOES:Durante o Ato, militantes do Movimento LGBT irão realizar pesquisas e abordagens com entrega de preservativos visando a informação e prevenção das DST’s/AIDS.Esta atividade alem de cobrar Políticas Públicas e promover a visibilidade das travestis e transexuais irá recolher doações em geral para as vitimas dos desastres naturais recentes do RJ e MG, as doações recolhidas serão encaminhadas para a Cruz Vermelha do Estado. .”
Nome Social
AÇOES:No Sistema Municipal de Ensino de Contagem já conta com um Decreto que Inclui o Nome Social de Travestis e Transexuais nos Registros das Escolas e/ou Projetos e Programas
O MOOCAH irá recolher doações em Geral das 09:00 as 19:00 na Praça do Iria Diniz no dia 29 de Janeiro, as pessoas que desejarem doar antecipadamente ou fora da data favor entrar em contato com Ana Paula através do Telefone: 31 9774-6437 ou pelo E-mail: anapaula@movimentoLGBT.org . Após o encerramento da atividade no Iria Diniz os militantes do MOOCAH partirão para Região da Cidade Industrial onde irão reforçar o Ato promovido por outra entidade da Cidade.
Dúvidas ou maiores informações sobre o Ato basta acessar o Site Oficial da instituição: www.movimentoLGBT.org .Assessoria de Comunicação
Movimento Organizado de Combate á Homofobia
17
CIDADE: MINAS GERAIS
Nuh/UFMG e Cellos-TRANS
Convidam
Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais em BH
Direitos Humanos e Cidadania Trans:
Acessando políticas públicas

Vídeos, Depoimentos e Debate
Dia: 31 de janeiro de 2011
Horas: 18h
Local: Auditório do Conselho Regional de Psicologia
Rua Timbiras, 1532, 6o. Andar, Lourdes, BH, MG
Evento aberto ao público
Realização: Nuh/UFMG e Cellos-TRANS
Apoio: Grupo Solidariedade e CRP-MG=
===========================================================
18
Cidade - Ipatinga. MG
Instituição: MGS - Movimento Gay e Simpatizante do Vale do Aço
29 Janeiro a partir das 17 horas.
Casa das Trans na Avenida Macapá 655 - Veneza.
Ações - Bate papo onde discutiremos sobre saúde, dst/aids e hepatites virais, direitos humanos,
Apresentação de vídeo, Distribuição de preservativos, gel lubrificante, material da Campanha
Travesti e Respeito,
No encerramento - distribuição de brindes, e coffe break.
Abraços
Carlinhos Lopes


PARÁ:
19

Cidade: Belém
Instituição: CRP10, através do seu GT Gênero e Diversidade Sexual
Ações: Para marcar o Dia Nacional da Visibilidade Trans, o CRP10, através do seu GT Gênero e Diversidade Sexual, estará realizando a palestra, seguida de debate, "Transgeneridade: Contribuições da Psicologia", com a Psicóloga do Rio de Janeiro Daniela Murta Amaral, Mestre em Saúde Coletiva do Instituto de Medicina Social da UERJ, doutoranda e pesquisadora da transexual idade.
Durante o evento, apresentaremos cenas do filme "Transamérica" e, ao final, será servido um cofee brack.
Data: 29/01/2011
Hora: 9h
Local: Conselho Regional de Psicologia (10ªRegião). Av. Generalíssimo Deodoro, 511, Belém-Pará
Att,
Lyah Corrêa
=========================================
20
O Movimento LGBT do Pará, através da Secretária de Política para Transexuais vem convidar todos e todas para as ações que serão realizadas nos dias 28 e 29 de janeiro em referencia ao dia nacional da visibilidade TRANS. No dia 28 realizaremos ações de prevenção as DST/Aids e orientação de direitos e deveres na pista, já no dia 29 realizaremos Blitz em sinais de trânsito em Belém com o material da campanha Travesti e Respeito do ministério da saúde. Quem estiver interessado em participar é só entrar em contato nos fones: 91- 83130480 ou 91-82281556 Contamos com a colaboração de todos para contribuírem com este importante momento para o fortalecimento do movimento TRANS.
Grata
Lohany Veras
Secretaria de Politica para Trasexuais

21
Instituição:Instituto ELOS
Parceria: site Para Diversidade e a Coordenação Municipal de DST/Aids e HV de Belém, convida todas as ONGs e os militantes do movimento LGBT da região metropolitana de Belém, para juntos realizarmos um ato no próximo dia 28 de janeiro, sexta-feira, em frente a Secretaria de Estado de Segurança Pública, e no dia 30 de janeiro, domingo, na praça da República, para denunciar que a falta de uma lei específica que criminalize a homofobia no Brasil aliado a negligência governamental na defesa dos Direitos e
Programação:
ATO DIA NACIONAL DE VISIBILIDADE DAS TRAVESTIS
Segurança é um direito de todos, inclusive delas.
Dia 28 de janeiro
Local: SEGUP – Rua Arciprestes Manoel Teodoro nº 305, Batista Campos
Horário de concentração: 08h30
Início do ATO: 09h
Término: 12h
Dia 30 de janeiro
Local: Praça da República – Anfiteatro
Horário de concentração: 08h30
Início do ATO: 09h
Término: 14h
Agradecemos o apoio e a ajuda de todos.


PARANÁ:
22

Cidade: Curitiba
Instituição: Transgrupo Marcela Prado
Ações: visibilidade, prevenção e manifesto contra violência as PESSOAS TRANS, com uma tenda expositora no centro da cidade com cartazes, momentos de manifestação com textos, palavras de ordem em pedido de segurança para todas (os)... E dramatização cenográfica...
Atenciosamente
Carla Amaral.

23
Cidade: Foz do Iguaçu
Instituição: Núcleo de Referência LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais)
Apoio: (Secretária de estado daSaúde do Paraná).
Ações: II Semana da Visibilidade Trans 24 a 28 Janeiro 2011.
Realizará do dia 24 a 28 de janeiro de 2011 a segunda semana da
Visibilidade trans (travestis e transexuais).
Serão realizadas visitas as unidades básicas de saúde para divulgação da campanha do Ministério da saúde – “Olhe, olhe de novo e veja além do preconceito”.
Durante a visita apresentaremos a resolução 188/2010 da sesa. (Secretária de estado da
Saúde do Paraná).
O objetivo é sensibilizar os trabalhadores da área da saúde sobre a importância de um atendimento humanizado para travestis e transexuais quando elas venham a procurar atendimento médico.
Inclusive chamando-as pelo seu nome social (nome que elas adotaram) ao invés do
seu nome civil.
Além das atividades envolvendo diretamente os profissionais da área da saúde, o
Núcleo de referência LGBT, também realizará uma atividade na praça do metrô dia 28
de janeiro das 14h00min ás 17h00min hs;com a proposta de sensibilizar a população da
Importância de se respeitar a identidade de gênero.
Estas ações são as primeiras que serão desenvolvidas pelo Núcleo de Referência LGBT de Foz do Iguaçu, que espera contar com o apoio e envolvimento de todos os cidadãos de nossa cidade.
Núcleo de Referência LGBT
Avenida Paraná, 1525 – Jardim Pólo Centro – Sala 72.
(45) 3521-1847 / 9143-0047 / 9915-9397.com samyra
samyratrans@hotmail.com
 

PIAUÍ :
24

Cidade: Teresina
Instituição: ATRAPI
Ações: DIA NACIONAL DO ORGULHO DE TRAVESTIS E TRANSEXUAL
TEMA- SOU TRAVESTIS SOU CIDADA
DATA- 27 DE JANEIRO DE 2011
LOCAL- PRÇA DA LIBERDADE (PRAÇA DE SÃO DENEDITO COMO É CONHECIDA)
HORAS- 08 AS 16HORAS
MONIQUE ALVES
 

 

RIO GRANDE DO NORTE :
25

Cidade: Rio Grande do Norte
Instituição: ATREVIDA/RN - Associação das Travestis reencontrando a Vida do RN,
Ações: temos o Prazer em Convidar a V. Senhoria para Solenidade em Prol do dia 29 de Janeiro, dia Municipal da Visibilidade Trans, que acorrera dia 28 de Janeiro na Câmara dos Vereadores do Natal, e dia 29 na Praia do Meio com apresentações a partir das 14 h sendo que o evento do dia 28.
Certas de sua ilustríssima presença
Jacqueline Brazil
Presidente da ATREVIDA RN
 

RIO GRANDE DO SUL:
26

Cidade: Porto Alegre - RS
Instituição: Igualdade RS - Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul
Apoio: Secretaria Municipal da Saúde - SMS e Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana - SMDH, de Porto Alegre
Ações: Intervenção junto ao público, com montagem de tenda no Parque da Redenção, exposição dos banners e distribuição de materiais da campanha "Sou Travesti, tenho direito de ser quem eu sou" e do folder "Tenho Direito" (em anexo), bem como de esclarecimentos à população sobre o combate à Transfobia, homofobia e prevenção de DST/AIDS.
 

RIO DE JANEIRO:
27

Cidade: Cabo Frio
Instituição: Grupo Iguais de Conscientização contra o preconceito e Inclusão Social.
Ações: Cine Pipoca com Diversidade
Tema: Travesti, Entenda!
Filmes & Bate-papo
Mesa Redonda:Representante da Sec. de Assistência Social de Cabo Frio
Travestis da Cidade
Endocrinologista
Psicóloga
Militância
Local: Casa dos 500 anos de Cultura de Cabo Frio
Dia 27/01 às 20h00minh
GRUPO IGUAIS
28
Cidade: Cabo Frio-Praia do FortE
Instituição: Grupo Cabo Free
Ações: Projeto Cinema + Bate Papo – Dia da Visibilidade Trans
Para comemorar o Dia Nacional da Visibilidade Trans o Grupo Cabo Free, Ong que atua há 7 anos na defesa do cidadão LGBT em Cabo Frio Será exibida, na Praia do Forte, uma reportagem especial sobre crianças trans produzida pelo Programa "Meu eu Secreto" da Rede ABC americana, apresentado por Barbara Walters. A matéria revela em entrevistas com crianças transgeneros e seus pais, a difícil realidade de quem vive aprisionada num corpo que não condiz com a sua verdadeira sexualidade. Em relatos emocionantes três famílias abrem seus corações, suas casas, suas vidas para ajudar as pessoas a entenderem o universo Trans.
Após a exibição da reportagem haverá uma roda de conversa sobre o tema com a participação de militantes, médicos e jornalistas.
Apoio: Rede LGBT do Interior Fluminense, do Movimento Dellas e da Astra Rio.
Local: 5ª Feira - Dia 27/01 – 19h30min h – Gayosque Bambú – Praia do Forte – Cabo Frio
Entrada Free
===========================================================
29
29 de Janeiro: Dia da Visibilidade Trans
Governo do Estado lança materiais informativos sobre direitos de travestis e transexuais
Para celebrar o Dia Nacional de Visibilidade Trans (29 de janeiro), o Programa Rio sem Homofobia, executado pela Superintendência de Direitos Individuais Coletivos e Difusos da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, lançará nesta sexta-feira (28) materiais informativos sobre os direitos civis de travestis e transexuais, que circularão pela web, bares elocais de convivência deste público e também por
delegacias, postos de saúde, escolas e outros órgãos.
 

RONDÔNIA:
30

Cidade: Porto Velho _ Rondônia
Instituição: Grupo Beija-flor de Vilhena
Karen de Oliveira
Parceria: Tucuxi-Nplos
Apoio: Coordenação Municipal de DST/AIDS, Semusa
Coordenação Estadual de DST/AIDS, Agevisa,Boate La Hondda.
Ações: Lançamento da Campanha Nacional (Olhe, olhe de novo e veja alem do preconceito) com apresentação cultural, e coquetel para a imprensa, OAB, Sejus,Seduc,coordenações de dst/aids estadual e municipal e travestis e transexuais e dando continuidade a campanha será feita colocação de banners em 16 unidades de saúde,informando sobre a portaria 1820/09 e 3º principio da carta do SUS.
 

RORAIMA:
31

Cidade: Roraima – Boa Vista
Instituição: Grupo diversidade
Ações: Núcleo LGBT da CUT - Roraima, realizará no dia 29 de Janeiro o 1º colóquio de atendimento,defesa e Responsabilização nos Crimes de Violação Homofobicas.
Silvia Reis
32
29 DE JANEIRO
Dia do Orgulho em ser Travesti e Transexual
Realização: ATERR
Tema: “Travesti e Transexual Tem Profissão como Você”
Atividades: Travestis e Transexuais irão para o semáforo em frente à Assembléia Legislativa do Estado de Roraima ou da Igreja Catedral no centro da cidade Boa vista capital de Roraima, as 16:30 hrs, entregaremos panfletos informando sobre Travesti e Transexuais e suas respectivas profissões e a lei do nome social.
Objetivo: Temos como meta divulgar para a sociedade em geral que Travestis e Transexuais tem PROFISSÃO TAMBEM, como qualquer outro cidadão, temos Ensino Somos Também, Técnicas em Enfermagem, Gestora Publica, Funcionarias Publicas concursadas, Professoras, Psicólogas, Assistentes Sociais, Advogadas, Engenheiras, Donas de Casas, Assessoras Parlamentares e etc...
 

SANTA CATARINA:
33

Cidade: Florianópolis/Santa Catarina
Instituição: ADEH Nostro Mundo
Kelly Vieira
Parceria; Secretaria Municipal de Saúde
Apoio: Projeto Transpondo Barreiras
Ações: Vimos por meio deste convidá-lo para participar da Campanha de lançamento com o tema: “Olhe, Olhe novamente e veja além do preconceito”. Este evento se trata do lançamento do material áudio visual e cartazes produzidos a partir do Projeto TRANSpondo Barreiras, utilizando o mesmo tema do Departamento, para dar visibilidade ao segmento de Travestis, realizada em 29 de Janeiro de 2010. Para isto convidamos a se fazer presente na data de 28 de Janeiro de 2011, às 10hs, no Auditório da Secretaria Municipal de Saúde na Avenida Henrique Fontes, 6100 – Trindade - Florianópolis/Santa Catarina, , para prestigiarem e apoiarem esta Campanha.
34
Cidade: TUBARÃO
Ações:IREMOS DAR UMA ENTREVISTA NA UNISUL TV EMISSORA LOCAL SOBRE QUESTOES LIGADAS AO UNIVERSO DAS TRAVESTIS E TRANSEXUAIS NO PROGRAMA MAIS MULHER
E TAMBEM FAREMOS UMA MATERIA PARA PUBLICAR NO JORNAL NOTISUL SOBRE O MESMO TEMA É ISSO QUE TEMOS CONDIÇOES DE ARTICULAR, POIS SEM RECURSO NAO DA PRA FAZER MUITO ABRACOS A TODOS E TODAS
 

SÃO PAULO:
35

Cidade: São Paulo-SP/
Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e a Secretaria Municipal de Saúde promoverão uma solenidade alusiva ao “Dia de Visibilidade das Travestis” às 19h30, na Casa das Rosas, Avenida Paulista, nº 37.
36
Cidade: Piracicaba _SP/
Instituição: E - jovem
Parceria:
Ações: Lançamento em site do vídeo "Porque o LGBT merece respeito", que enfoca o respeito às travestis, e a campanha “Sou Travesti, tenho Direito de Ser Quem Sou + Respeito + Cidadania” , que produziu materiais (cartazes e folders) que serão distribuídos em todo o país.
Piracicaba (SP), a grande festa da campanha será dia 28, na boate Nove, com a presença da presidenta do E - jovem, Lohren Beauty - a partir das 23h59.
37
Cidade: Campinas (SP),
Ações: distribuição de material na Praça Rui Barbosa e na Rua 13 de Maio, além de apresentação do espetáculo de dança STONEWALL, que conta com bailarinas travestis e conta a história de um romance trans - a partir das 14h.
Outras cidades devem ter atividades também, assim que tivermos mais detalhes, enviaremos.
Deco Ribeiro
38
Cidade: Santo Andre
Ações: Atividade da Visibilidade Trans em Santo André, roda de conversa a ser realizada pela Prefeitura de Santo André em parceria com o CRP - Subsede do ABC, sobre travestilidade e transexualidade.
39
Instituição: Grupo IdentidadeHorário:19h30
Local:MIS Museu da Imagem e do Som Campinas
R. Regente Feijó, 859 - Centro
Ações:Para celebrar esse dia de luta, conquistas e desafios, o Identidade fará uma atividade especial no dia nacional da visibilidade travesti. Trata-se do ensaio aberto (work in progress) do espetáculo de dança “Efêmer@” seguido de bate-papo. Entrada franca.

 

SERGIPE:
40

Cidade: Aracaju-Sergipe
Instituição: ASTRA
Ações: divulgar a Lei 183/2010 que garante o direito de identificação do nome social para Travestis e Transexuais em todos os órgãos da administração do município de Aracaju onde a ASTRA fez durante todo segundo semestre de 2010 o Advocacy para aprovação da mesma e a secretaria de governo do município de Aracaju entregou em mãos na mesa de abertura do entlaids a lei sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira.
A campanha terá cartazes, folder e banners e tem como objetivo divulgara a lei em órgãos públicos de Aracaju alem de no folder conter recomendações para área da Saúde e Educação de como tratar travestis e transexuais respeitando seus direitos.
A campanha será lançada dia 29 de Janeiro no auditório do teatro Lourival Batista onde haverá entrega de homenagens e o 9 Cha Cultural da ADHONS
Parceria: ADHONS
Tathiane Araujo
 

TOCANTINS;
41

1-Formação de um grupo de trabalho formado pela COMUDHE, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de
Saúde e Secretária Municipal de Educação, para mapear, levantar dados das travestis (quem são onde estão, como vivem, onde vivem) e propor atividades de saúde e cidadania.
2- Lançamento dia 28.01 da campanha do Ministério da Saúde _ "Olhe, olhe de novo e veja além do preconceito", no auditório do anexo I da Secretaria Municipal de Saúde. 15 horas.
3- Confecção de 10 baners com a portaria 1820/09 e 3° princípios do SUS a serem afixados nas principais policlínicas e nas duas UPA de Palmas.
4- Protocolos de projeto de lei a ser entregue ao prefeito que autorize o nome social nos documentos escolares (Conselho Municipal de Educação).
5- Folder para divulgar o direito das travestis ao nome social nos documentos escolares da rede pública estadual de ensino do Tocantins.
6- Exposição da campanha do Ministério da Saúde - "Olhe, olhe de novo e veja além do preconceito", entrega de preservativo e material informativo sobre saúde na boate The Cave dia 29.01
Silvanio


 

 

Bookmark and Share